segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Borboletas

678 km (seiscentos e setenta e oito quilômetros) de distância separavam o amor, talvez paixão, ou uma história de verão.
Lá, o céu estava coberto de nuvens, das quais tinham várias formas: corações, animais, estrelas... quem visse, as determinaria de acordo com seu humor. Apesar delas, estava calor, e a vida corria normalmente numa segunda-feira. Ele estava em sua casa, sentado numa cadeira, vivendo num outro mundo, no seu mundo: o da internet. Ela o imaginava descalço, sem blusa, com o cabelo desgrenhado: lindo. Pensava nele o dia inteiro. Ele estava ocupado demais para pensar nela...
Em um outro espaço, lugar, região, estava chovendo, talvez forte demais; porém o calor insuportável de 40º (quarenta graus) não deixava de torturá-la. Deitada na cama, com um lápis e um caderno, lá estava ela, em seu mundo, escrevendo, imaginando, criando, sonhando, como sempre, com tolices platônicas.
Mesmo com toda a distância e todos os contras, algo os ligava, talvez um mesmo sentimento. Para ela, era mais que isso; havia sido avisada, aconselhada, mas de nada adiantaria tudo isso, já estava em sua cabeça e ela não iria abrir mão daquilo que tanto queria.
Repentinamente, um barulho. Alguém a chamava na internet, no mundo dele. Ela se levanta e corre, cheia de esperanças, que se confirmam, então, seu sistema nervoso começa a funcinar, a deixando eufórica e entusiasmada, como se houvesse borboletas em seu estômago, se revirando... Era ele.
Deixa seu mundo de papel e lápis, livros e textos, e entra no mundo dele, a internet. Seu sentimento supera barreiras, diferenças .. E sim, talvez ele estivesse ocupado demais, naquela hora, ocupado demais pensando nela...



eu amo você, l.m. ♥

Um comentário:

Lucas disse...

Mírian Murad... eu simplesmente, VIAJO nos seus textos, são perfeitos ... eu não sei o que dizer sobre esse, mas esse, foi LINDO. E tenha ctz, ele sempre estará ocupado pensando em Ti (; ass: L.M.